Casa e decoração Shopping Gávea
Gastronomia

Mee: o pan-asiático estrelado do Copacabana Palace

Hoje o dia é do Mee, terceiro e último restaurante do Copacabana Palace que vou falar por aqui. Em nossa hospedagem foi o lugar onde o jantar foi realizado, e que jantar! Uma experiência única e exótica, eu diria. Muito diferenciado, para apreciadores da gastronomia e da arte. Sim, arte porque aqueles pratos tão bem elaborados e servidos em louças cuidadosamente selecionadas, é pura arte. 

Você não precisa ser um apreciador da culinária asiática ou pan-asiática – como assim é denominado – basta ter curiosidade, ir de peito e estômago abertos e confiar sem pestanejar nas criações do chef, assim a experiência vai ser perfeita. Se tiver alguma restrição (por exemplo eu, que não como nada muito apimentado), só avisar. O Mee é um dos pouquíssimos restaurantes do Rio de Janeiro com 1 Estrela Michelin no currículo, já ostenta o posto há 3 anos consecutivos.

Foto: Letouristeblog.com

Mee significa “beleza” em coreano, o espaço gastronômico foi criado onde funcionava o Bar do Copa, ficou seis meses em reforma e teve sua inauguração em 2014. O cardápio foi elaborado pelo sino-americano Ken Hom, que tive o prazer em conhecer esse ano numa aula-show no Casa&Gourmet Shopping. O renomado chef é considerado o mestre das “woks”, tem um programa de TV na Rede BBC há mais de 30 anos, 36 livros publicados em diversas línguas, vencedor de vários prêmios da gastronomia e vem ao Brasil duas vezes ao ano para trazer as últimas tendências da culinária asiática e elaborar novos pratos junto ao chef Kazuo Harada, que comanda o restaurante.

Kazuo é paulistano, descendente de japoneses, passou pelos restaurantes Naga e Kinu e veio para comandar o Mee em 2015, trazendo ideias novas, toda sua experiência e simpatia, e ainda o desafio de manter a Estrela Michelin pelos anos seguintes. Fez com maestria, pois em 2016 e 2017 a estrela estava lá e o restaurante ainda foi eleito também  como Melhor Oriental do Rio de Janeiro pela Veja Rio Comer & Beber de 2017. Veja nesse post sobre o prêmio.

O restaurante é bem intimista e sofisticado. Possui 92 lugares e a decoração inspirada na Ásia é belíssima, com paredes vermelhas, bancada de mármore no sushi-bar, lustres que caem do teto lembrando ovas de caviar e telas do artista belga Christian Develter. As áreas mais privativas ostentam as paredes com suas telas e há também sofás com cortinas, que deixam os clientes mais à vontade. Foi ali que ficamos, perfeito.

Foto: Estilot.com

Além disso, no elegante balcão saem drinques maravilhosos preparados pelo chef de bar Rodrigo Mello, e de onde você poderá ter uma das melhores experiências do Mee: a degustação do menu Omakase Itamae, inspirado nos sushi-bares japoneses, onde tudo é preparado na frente do visitante, com produtos frescos e até vivos. É nessa bancada que a experiência interativa acontece, onde podemos ver o chef e sua equipe em ação e admirar a habilidade nos cortes precisos de sashimis e outros pratos. Ali é servido a parte fria da etapa do menu MEEchelin (R$ 390), que experimentamos, e um lugar muito disputado no restaurante. Trocadilho com o nome da casa e o do Guia Michelin, o menu conta com 11 onze pratos cuidadosamente elaborados pelo chef para você ter uma experiência completa da gastronomia asiática, passando por vários países como Camboja, China, Singapura, Coreia, Malásia, Tailândia e Vietnã.

Começamos no balcão com um prato arrebatador e de encher os olhos: Shake Nuta – barriga de salmão selado com gema de ovo de codorna e miso japonês picante (não é forte, o molho que se forma ali é sensacional, comeria isso todo dia). Na segunda parte, já sentados na mesa, pudemos degustar os pratos quentes do menu, destaque para o Hong Kong prawns – Camarão com nozes caramelizadas, a Costela de Wagyu com Abóbora Kabocha e o Char Si Bao Dim Sum, um sanduíche de barriga de porco com molho agridoce e vegetais crus no pão ao vapor. Você mesmo monta o seu sanduíche. Vale destacar que não há pratos fixos, já que está em constante mudança, de acordo com os ingredientes mais frescos do dia.

Na parte das bebidas, destacam-se os mais de 30 rótulos de saquê. Um sommelier dá sugestões de como harmonizar as bebidas com os 11 pratos elaborados por Kazuo. Enquanto estava no balcão, experimentei o A Cup of Hug (capim limão, melão e espuma de tangerina), drink leve e delicioso à base de saquê, e ainda tem uma linda apresentação, é servido sob um leque de madeira. Já na parte dos pratos quentes, partimos para o vinho, pra mim sempre casa muito bem com qualquer prato.

Para finalizar, vamos à sobremesa, claro. Jamais deixaria de falar de uma das partes que mais amo numa degustação. O Mango Sticky Rice não é uma sobremesa japonesa tradicional, e gosto dessa ideia, as opções do Mee são mais “abrasileiradas”. Com arroz doce, espuma de manga e sorvete de coco queimado fechamos o jantar com chave de ouro. Nem muito nem pouco doce, equilibrado na medida certa, e antes foi servido um chá refrescante para digestão.

Restaurante MEE
Hotel Copacabana Palace: Av. Atlântica, nº 1.702 – Copacabana
Horários:
Domingo à Quarta: 19h às 00h
Quinta à Sábado: 19h às 1h ​
Reservas: (21) 2548-7070

Confira o cardápio completo aqui.

  • Confira outros posts sobre o Copacabana Palace, onde tive a oportunidade de estar presente, como o Bloco do Copa e o Baile do Copa.
  • Para se hospedar no Copa, confira os valores e faça sua reserva aqui.
  • Tudo sobre o restaurante Pérgula, você confere nesse post.
  • Minha experiência no Restaurante Hotel Cipriani, você pode ver aqui

 

Beijos da Thata

Planeje sua viagem ao Rio:

Hospedagem: www.booking.com/riodejaneiro

Aluguel de carro: www.rentcars.com

Seguro viagem: www.segurospromo.com.br/acaradorio

Souvenirs do Rio de Janeiro com desconto especial: www.shop.rio2love.com/acaradorio 

Me siga nas redes sociais ;)

Instagram: @thailisemonteiro
Facebook: www.facebook.com/blogacaradorio
Twitter: @thailisecosinha
Youtube: www.youtube.com/user/acaradoriopontocom

Booking.com

Você pode gostar também