Casa e decoração Shopping Gávea
Destaque Trilhas

Como chegar na Pedra do Telégrafo: trilha moderada

Sabe aquelas famosas fotos do povo pendurado na pedra que parece um abismo aqui no Rio de Janeiro? Lá no meu Instagram e no do blog tem uns exemplos bem bacanas (@thailisemonteiro e @acaradorio). Então, no começo era novidade, todo mundo ficava boquiaberto, tipo “olha, vai cair”, “nossa, como fazem isso”, “uau, quero me pendurar e ser corajoso também”, mas em pouco tempo viralizou nas rede sociais e descobriu-se como era fácil chegar lá e tirar a foto. Só não contávamos que a trilha ia ser tão disputada todo final de semana e feriado a ponto de passar até 5 horas na fila pra tirar a tão famosa foto.

Confesso que eu estava doida pra ir, mas sem condição de ficar esse tempo todo num fim de semana, debaixo de sol, para tirar uma foto. Foi aí que surgiu na agenda do @rioecoesporte a trilha de madrugada para pegar o nascer do sol. Nem pensei duas vezes, falei pro Marcelo, guia experiente e super capacitado, que não queria de jeito nenhum pegar o sol à pino e fica mais de 30 minutos para uma foto. Ele garantiu que só faz trilha nesse horário também por causa disso, e que indo de madrugada não teríamos esse problema. E foi perfeito!

O grupo todo se encontrou num hotel ali perto do Recreio e seguimos para Guaratiba. O caminho para a trilha da Pedra do Telégrafo não é tão fácil de chegar para quem não conhece (não vá com carro a gás, dependendo não sobe, como aconteceu com um colega e ele teve que voltar). A trilha também não, muito menos se for subir no escuro, como fizemos. Mas também basta ir com os equipamentos certos, guias experientes e uma galera animada – até pra quem nunca fez trilha na vida, pois tinham vários lá assim, inclusive crianças – eles conseguiram completar o percurso.

A Pedra do Telégrafo possui 354 metros de altitude e está localizada no setor das Praias Selvagens do Parque Estadual da Pedra Branca, no Morro de Guaratiba. Umas das principais curiosidades do passeio é que na Praia Grande, em Barra de Guaratiba, o local é conhecido como Caminho dos Pescadores e durante a Segunda Guerra Mundial era uma estação militar.

A estrada que leva até Barra de Guaratiba se chama Roberto Burle Marx. Ao longo dela você vai encontrar restaurantes de comidinha caseira, frutos do mar e também algumas escolas e lugares oferecendo aluguel de Stand Up Paddle, teve um grupo que estava com a gente que foi fazer SUP depois da trilha, eu não pude ir, mas quero numa próxima. É só percorrer a estrada até o final para chegar no centrinho de Barra de Guaratiba. Qualquer dúvida, coloca no waze ou GPS (mas eu prefiro ir com quem conhece, por isso os guias são ótimos).

Há duas formas de chegar até a trilha para a Pedra do Telégrafo:

A trilha tradicional começa em Praia Grande, Barra de Guaratiba, de onde se pega o Caminho dos Pescadores. De lá, é preciso subir uma escadaria que leva à Capela de Nossa Senhora das Dores, até chegar à Rua Parlon Siqueira, a ladeira íngreme que conduz às praias selvagens.

O outro caminho começa perto da antiga ponte que leva à Restinga da Marambaia, de uso exclusivo do Exército. A ladeira que dá acesso à trilha fica em frente ao local, é importante se orientar com os moradores se for por conta própria. Você pode subir 1/3 da trilha de mototáxi ou de carro (como fizemos), vai por mim, é melhor porque a subida é insana! Por isso não é qualquer carro que sobe, ou você pode pagar em torno de R$7 por pessoa para subir de mototáxi.

Chegando na parte da trilha onde só é possível andar a pé, ainda subimos cerca de 30 minutos, passando por bambuzais e alguns mirantes. Paramos em todos para ouvir as explicações do guia, apreciar o visual maravilhoso e tirar muitas fotos, claro! O percurso total é de 3,5 Km de caminhada moderada.

Mirante do Telégrafo

Depois da caminhada, que é bem íngreme, chegamos no local onde fica a “pedra do precipício”. Depois seguimos para o ponto tão esperado: a Pedra do Telégrafo “original”, que é difícil de chegar. Essa que era usada como abrigo pelos militares na Segunda Guerra Mundial. Essa pedra pontuda é a atração que viralizou na internet, fica acima do precipício e gera as fotos tão criativas que vemos por aí.

Mas como já falei, a dica é ir em dias de semana ou de madrugada para pegar o nascer do sol, como fizemos, se for no fim de semana. O lugar é super divulgado e você vai se estressar se for nos horários de pico, principalmente se tiver muito calor. A galera faz uma fila, que deve ser respeitada para ninguém atrapalhar as fotos alheias. Fomos os primeiros a chegar, mas nosso grupo era grande.

De lá de cima pudemos avistar as Praias do Meio e Funda (que fazem parte das Praias Salvagens), a Restinga de Marambaia e seus manguezais, a Baía de Sepetiba, a Praia de Grumari e lá longe a silhueta da Pedra da Gávea. Que lugar, meus amigos, que presente ver o sol nascer dali!

Informações úteis

Onde fica e como chegar: a Pedra do Telégrafo está localizada em Barra de Guaratiba a aproximadamente 25 km do Terminal Alvorada. Se pretende ir de ônibus, deverá pegar o 867. Se for de carro (prefiro essa opção), ligue o GPS e coloque como destino a estrada Roberto Burle Marx. Chegando lá, fica fácil de se localizar. Para estacionar o carro, há alguns estacionamentos e vagas na rua, mas claro que conseguimos vaga porque chegamos por volta das 4h da manhã lá em cima.

O que levar e como se vestir: roupas de ginástica, confortáveis e leves, o ideal é ir de tênis. Leve repelente, lanterna (se for de madrugada), boné, protetor solar (de dia), água e lanchinho. E muita disposição!

Se ficou alguma dúvida, deixe um comentário na caixa de comentários abaixo do post ou mande um e-mail aqui.

Veja também outras aventuras pelo Rio:

Rapel no Pontal

Trilha do Morro da Urca

Trilha da Pedra Bonita

Voo de helicóptero com a Vertical.Rio

 

Beijos da Thata

Me siga nas redes sociais ;)

Instagram: @thailisemonteiro | @acaradorio
Facebook: www.facebook.com/blogacaradorio
Youtube: www.youtube.com/user/acaradoriopontocom

Booking.com

Você pode gostar também

Sem comentários

Deixe um comentário

CURTA A CARA DO RIO NAS REDES SOCIAIS E INSCREVA-SE PARA RECEBER A NOSSA NEWSLETTER