Casa e decoração Shopping Gávea
Destaque Passeios

Lugares para andar de bike no Rio

Com esses dias lindos por aqui, fiz uma lista de lugares para andar de bike no Rio, que eu adoro, fora que é barato e já aproveito para fazer um exercício físico, além de apreciar as belas paisagens dessa cidade. Pura terapia! Ah, se não tem bicicleta, basta alugar uma laranjinha da Bike Rio. Veja aqui como é fácil, basta fazer o cadastro e baixar o aplicativo. Ao final do post listarei mais alguns lugares. 

1. Aterro do Flamengo

Sabia que o Aterro é um dos maiores parques urbanos do mundo, que fica próximo ao centro? Eu adoro quando chego de viagem pelo Santos Dumont e o carro vem passando por ali, depois pela Enseada de Botafogo… é quando eu tenho a certeza de que essa cidade é mesmo meu lugar no mundo, por mais defeitos que ela tenha. Andar de bicicleta pelo Aterro é bom demais, você consegue ouvir o canto dos pássaros, curtir a beleza do jardim projetado por Burle Marx e sentir o cheiro da natureza de verdade. E os cachorros brincando por lá? Lindo demais. Você pode pegar uma das primeiras saídas de quem vai de Botafogo para o Centro. Ela fica próxima ao palácio do Catete, que vale uma visita, como já falei nesse roteiro e nesse aqui, o jardim é gostoso demais, parar para tomar um café ali é uma ótima pedida. Vá até a rua Paissandu também, se for num domingo de manhã é mais calmo. É uma rua famosa no bairro pelas palmeiras imperiais, foi um dos lugares que mais me chamou atenção quando cheguei aqui.

Outro ponto bem legal fica no final do Aterro, antes de chegar ao aeroporto Santos Dumont. É onde está localizado o Museu de Arte Moderna (MAM). Em frente ao museu há sinais de trânsito que permitem ao ciclista atravessar com segurança até o outro lado da avenida e parar na estação da Cinelândia. Lá você vai encontrar o Theatro Municipal e dá para caminhar em direção à Lapa. Tem muitos programas ali, como já contei nesse post.

2. Enseada de Botafogo

Ah… meu cartão postal preferido. O lindão do Pão de Açúcar se descortina à sua frente por completo. Se quiser atravessar a avenida, há duas saídas por mergulhões (passagens subterrâneas) para fugir dos carros na pista de cima. Uma fica em frente ao Clube Botafogo e a outra mais à frente, na altura do prédio da FGV – Fundação Getúlio Vargas. Existe uma estação para bicicletas em cada saída. Botafogo é um bairro cheio de atrações, tem muitos bares e restaurantes (inclusive um dos pólos gastronômicos mais fortes do Rio), comércio farto, salas de cinema e estação de metrô de fácil acesso. Lembrando que você também pode andar com sua bike no metrô, ao final do post tem as informações. Se quiser ir até o Aterro do Flamengo, basta seguir a ciclovia.

3. Lagoa Rodrigo de Freitas

Com 7,5km de extensão, é um passeio maravilhoso em qualquer dia da semana. Se não tiver cadastro na Bike Rio, pode alugar qualquer bicicleta por lá mesmo, sai mais caro, mas vale muito o passeio. O gostoso é ir parando e curtindo a paisagem, tem muita coisa ali. Vários píeres para tirar fotos, quiosques com estrutura de restaurantes para vários gostos e também o espaço Cinépolis Lagoon, com 6 salas de cinema e alguns restaurantes. Ah… não deixe de prestar atenção no casal de araras que ficam soltas no parque, desfilando no quiosque do Palaphitas Kicthen. Há tempos queria uma foto delas e só consegui dias atrás. Por essa ciclovia você também chega ao Jardim Botânico e ao Jockey Club.

4. Ciclovia Stuart Angel (Urca – Botafogo)

A Praia Vermelha é linda demais, o bairro da Urca é muito tranquilo e aconchegante, só aos finais de semana que pegar praia ali não dá, muito lotada. A Urca é um dos bairros mais seguros do Rio, por se tratar de zona militar. É também onde o Rei Roberto Carlos tem residência, isso para as fãs de plantão (minha mãe é uma delas!). Não sei se ele mora lá ainda…
De Botafogo, seguindo para a Urca, no final da ciclovia dá para atravessar a rua em direção à praça, lá tem uma estação de bike de frente para a Praia Vermelha. Se quiser dar uma caminhada, a opção é a pista Claudio Coutinho, a que margeia a pedra do Pão de Açúcar. Para quem curte um fim de tarde com uma cervejinha gelada e pastéis fritos na hora, a pedida é pedalar até a mureta e ficar apreciando o visual da enseada de Botafogo. Praticamente todos os dias a mureta fica cheia, o pessoal sai do trabalho e vai pra lá fazer um HH. Só atenção ao trânsito nessa área, porque não existe mais ciclovia ali.

5. Ciclovia do Leme ao Arpoador

Um dos visuais mais lindos da praia da Copacabana é no Costão do Leme, na minha opinião. Você pode parar a bicicleta numa estação bem ao final da praia e depois seguir andando por uma trilha que vai costeando a pedra. Esse caminho é cheio de pescadores, mas também tem um mirante com uma bela vista, além de quiosques para beliscar e tomar uma água de coco. Do Leme, pegue a bike e vá até o Arpoador, sensação indescritível percorrer a orla mais famosa do mundo. O Arpoador é uma das estações mais concorridas da praia, principalmente em dias de sol. Mas vale a pena dar uma parada para subir o mirante da Pedra do Arpoador, que tem a vista do morro Dois irmãos em direção a Ipanema, o cenário mais clássico do pôr do sol carioca, onde todo mundo aplaude o fenômeno com louvor. De lá você avista as praias do Diabo e de Copacabana, pode tirar também uma foto na estátua do Tom Jobim.

6. Bosque da Barra

Quase ninguém conhece esse bosque, tudo bem que ele poderia ter mais atrativos e ser mais bem cuidado, mas é um ótimo lugar na Barra para pedalar e praticar exercícios ao ar livre, por ser um lugar fechado, é mais seguro, principalmente para crianças. Veja o post que fiz sobre ele aqui. Tem estação Bike Rio bem pertinho de lá também, veja o mapa no site deles que mencionei logo no início do post.

7. Ciclovia Canal de Marapendi

A ciclovia do Canal de Marapendi, que margeia a Av. Prefeito Dulcídio Cardoso, é toda revitalizada e uma ótima opção de lazer e locomoção para os moradores da Barra da Tijuca. Com a reforma, ela chega nos 7,2 quilômetros e ganhou ainda mais 300 metros de extensão, até as proximidades do Shopping Downtown. Ali você pode ver várias famílias de capivaras na beira do canal, só não chegue perto porque elas não são domesticadas, ok?

Fonte: A Folha do Bosque

8. Barra da Tijuca

Não, a Barra não é para ser percorrida só de carro. Sei bem como é a fama, afinal moro no bairro né! Aqui tem vias exclusivas para bikes em diversos trechos, principalmente se quiser percorrer a orla. Com 12 quilômetros de extensão, a ciclovia da orla se estende pelas praias da Barra e do Recreio, é bem sinalizada e há bicicletários e calibradores no caminho. Tem um trecho que você precisa sair da orla e atravessar a rua para pedalar na continuação da ciclovia que fica do outro lado, é a parte da Praia da Reserva. Haja fôlego, hein! Fiz de cabo a rabo quando ainda não fazia tanta academia quanto agora, imagine 20km ida e volta! Mas não precisa percorrer tudo isso se não tiver preparação, basta passear até onde der. Na altura da Av. Ayrton Senna, há uma faixa que se integra à outra via exclusiva para bikes, a Ciclovia Ayrton Senna-Américas, com 7,5 quilômetros. Ela liga a Barra ao bairro de Jacarepaguá e, na altura das Av. das Américas, segue sobre o canteiro central no sentido São Conrado.

Lugares para reparar a bike

Abaixo alguns lugares próximos às ciclovias para reparos de emergência (fonte – www.vejario.com.br):

Leblon:
– All Track Bycicles (alltrack.com.br)
Peças, acessórios, oficina e venda de bicicletas novas e usadas e aluguel.
Av. Ataulfo de Paiva, 1174, s/s, loja 06, Leblon, RJ
Tel: (21) 2239-0512, (21) 9211-3663

– BikeTech Leblon (biketech.com.br)
Peças, acessórios, oficina e venda de bicicletas novas.
Av. Bartolomeu Mitre, 455 A, Rio de Janeiro, RJ
Tel: (21) 2158-3340, (21) 2158-3349

Ipanema:
– Bike e Lazer (bikelazer.com.br)
Peças, acessórios, oficina e vendas de bikes.
Rua Visconde de Pirajá, 135, Loja B (Próximo à praça General Osório)
Tel: (21) 2267-7778

Copacabana:
– Bike Zen
Peças, acessórios, oficina e venda de bicicletas
Rua Siqueira Campos, 264, loja B, Copacabana, RJ
Tel: (21) 2236-6557

– Special Bike (specialbikebotafogo.com.br)
Peças, acessórios, oficina e vendas de bikes.
Rua Barata Ribeiro, 458, Loja D, Copacabana, RJ
Tel: (21) 2547-9551

Botafogo:
– RTS Bike (rtsbm.com.br)
Peças, acessórios, oficina e vendas de bikes.
Rua da Passagem, 78, Loja D, Botafogo, RJ
Tel: (21) 3547-0478, 3547-0578

– Special Adventure (specialadventure.com.br)
Peças, acessórios, oficina, vendas de bikes novas e aluguel de bikes.
Rua General Polidoro 174, lojas B e C, esquina com Paulo Barreto (rua da feira), Botafogo, RJ
Tel: (21) 2266-3002

Centro:
– Eliel Bike (elielbike.blogspot.com)
Peças e acessórios, Consertos em geral, pinturas, entregas em domicílio.
Rua do Rezende 127, Loja A, Centro, RJ (Em frente ao Laboratório Noel Nutels)
Tel: (21) 3904-1946, (21) 2221- 6088

Onde alugar?

Bike Rio
Como mencionei no início do post, o sistema de aluguel de bicicletas da Prefeitura é uma ótima pedida e bem barato. São várias estações localizadas pela cidade, basta verificar o mapa no site. O passe mensal custa R$ 10,00 e o diário R$ 5,00 (veja mais informações no site).

Lagoa
Em torno da Lagoa há pontos para aluguel de bicicletas, como o que fica em frente ao Parque Tom Jobim. O preço varia de R$ 10,00 a R$ 25,00 a hora nos finais de semana.

Copacabana
Ao longo da Av. Atlântica há cinco pontos com bicicletas do Bike Rio. Além disso, também há quiosques que alugam para os turistas passearem ao longo do calçadão.

Parque Madureira
O Parque conta com quatro estações do sistema Bike Rio e ainda é possível alugar bicicletas de três lugares por R$ 10,00 o período de 30 minutos.

Bike mais transporte público:

Muita gente já opta por se locomover de bicicleta até o trabalho e integra com o transporte público, confira as opções:

Metrô: Uso liberado aos sábados, domingos e feriados, durante todo o dia. A entrada de bicicletas deve ser feita sempre no último carro de cada composição. Além disso, o Metrô Rio possui 11 bicicletários gratuitos para quem quiser combinar estes os tipos de transporte, que podem ser utilizados no horário de funcionamento do metrô (veja mais informações no site da empresa).

Trens: O embarque com bicicletas é liberado aos domingos durante todo o dia, em todos os vagões, com exceção do primeiro e do segundo.

Barcas: No percurso entre Praça XV e Niterói, o transporte de bicicletas é gratuito todos os dias da semana fora do horário de pico e em horários de contra fluxo. Em horários de pico, ele só é permitido mediante pagamento de tarifa. Bicicletas dobráveis têm transporte gratuito em qualquer horário, desde que estejam dobradas.

 

Gostaram? Bora pedalar?

Beijos da Thata

Me siga nas redes sociais ;)

Instagram: @thailisemonteiro | @acaradorio
Facebook: www.facebook.com/blogacaradorio
Twitter: @thailisecosinha
Youtube: www.youtube.com/user/acaradoriopontocom

Booking.com

Você pode gostar também